topo↑

Minha Experiência no Show do NU’EST em Curitiba

E o primeiro post de 2014 não poderia ser de assunto melhor: um show de k-pop! Que por sinal aconteceu no mês passado, mas parece que já faz tanto tempo… o que só aumenta a minha saudade .
Antes de tudo, vale informar que a minha ida ao show do NU’EST não foi especificamente premeditada. Bom, ao menos não totalmente. O fato é que eu estava esperando que surgisse uma boa oportunidade em dezembro para comemorar o término do meu TCC. Até falei brincando para a minha amiga que se houvesse um show de k-pop em dezembro a gente iria, só para festejar. E não é que no dia 16 de outubro foi anunciado oficialmente que o NU’EST faria um show no Brasil? E aqui “do lado” da minha cidade, em Curitiba! Fiquei super empolgada e a partir daí eu e minha amiga começamos a nos preparar e a juntar grana para o show.

Para deixar claro, não me considero L.O.V.E (nome do fandom do NU’EST). Eu conheço o grupo desde o debut, curto sim as músicas deles e os acompanhei aos poucos, mas não me atrevo a dizer que sou fã de carteirinha, justamente por não ser tão ligada/viciada no grupo. Mesmo porque seria hipócrita da minha parte dizer que sou fã deles somente pelo fato de ter ido ao show xD enfim…
Apesar de ter ficado feliz do local escolhido ser Curitiba, tenho quase certeza que se o show fosse em São Paulo lotaria MUITO mais. Porém, provavelmente eu não teria ido, por causa de custo de transporte, alimentação, ingressos, hospedagem e etc. Também fiquei triste por alguns amigos meus não terem vindo justamente por esse motivo (além de não serem fanáticos pelo grupo), pois com a presença deles a minha comemoração seria ainda melhor.

O show ocorreu no dia 15 de dezembro, mas um dia antes (14), aconteceu uma audição da Pledis Entertainment, a agência responsável pelo NU’EST. A empresa fez um vídeo convidando os fãs brasileiros a participarem da audição, que foi dividida nas seguintes categorias: vocalista (cantores, dançarinos, rappers), ator e modelo. Eu queria muito ter ido, mas infelizmente quem ficou de me levar no dia acabou tendo um contratempo. Cheguei a me inscrever na categoria de modelo (a única que me encaixo, pq meus talentos são quase que inexistentes), porém não foi dessa vez.
Soube que mais de 400 pessoas se inscreveram e por esse número elevado e o pouco tempo para avaliar os candidatos, os mesmos tiveram que ser avaliados de maneira rápida, embora a própria Pledis não tenha achado essa a melhor forma. Recentemente foi informado que de todas as pessoas que de fato se apresentaram na audição apenas uma foi escolhida…e que esta ou este foi informado por e-mail, mas ainda não sabemos quem é. PRFVR, revele-se!

Enfim, eu e minha amiga chegamos em Curitiba por volta das 10 horas da manhã de domingo (15), dia do show. Da rodoviária pegamos um táxi direto para o Paraná Clube, local do show. Como compramos nossos ingressos em cima da hora, acabou não dando tempo da organização enviá-los pelo correio, por isso os retiramos no dia. Então, assim que chegamos fomos imediatamente apresentar o comprovante de compra e retiramos os nossos tão sonhados ingressos. Mesmo nesse horário já haviam várias pessoas ao redor do lugar, divididas em diferentes locais.



Quando contornamos o Paraná Clube e íamos em direção ao shopping (afinal de contas estávamos cansadas e famintas), vimos uma pequena aglomeração de fãs em uma das entradas do local do show. E logo descobrimos o motivo: os meninos do NU’EST iam sair por aqueles portões, mas dentro de uma van, claro. Ali mesmo eu já fiquei meio assustada com o comportamento de alguns fãs, que literalmente se empurravam a qualquer custo para chegar mais perto da van. No final das contas os integrantes deram um tchauzinho para os fãs de dentro do carro, embora fosse difícil de ver nitidamente.

Dali nós fomos direto ao Shopping Palladium para almoçar e assistir O Hobbit em 3D! Nunca tinha ido no IMAX e realmente a qualidade é bastante superior. Adorei o filme também!

Bom, depois que o filme acabou eu e minha amiga voltamos logo em seguida para o Paraná Clube. Inclusive esqueci de mencionar que após retirarmos os ingressos pela manhã, procuramos alguém da organização do show. Uma staff da Mix Jukebox nos ajudou (e foi muito prestativa aliás); ela estava atendendo várias pessoas ao mesmo tempo e numerando cada um no pulso por ordem de chegada. No final da tarde seriam formadas e divididas filas de acordo com essa numeração e com os ingressos de pista e VIP, além do pessoal que entraria primeiro para a sessão de autógrafos.

Então tivemos um tempinho livre para tirarmos algumas fotos. O dia estava lindo e bastante ensolarado e, por sorte, nos arredores do local tem um campo muito bonito, o que contribuiu para as fotos ficarem legais .


Será que somos branquelas?


Boo!

Quando voltamos para procurar o nosso lugar na fila já havia bem mais pessoas e os grupos se estendiam para muito além do Paraná Clube. Não registramos outras fotos desse momento, mas ao menos dá pra ter uma noção da situação.

Depois que achamos nosso lugar até que o tempo passou bem rápido. Quando chegou a nossa vez de entrar bateu aquele frio na barriga… mas normal, né? Pagamos para entrar na área VIP, mas aí que vem o que me deixou mais revoltada no show. A área VIP tinha um espaço bastante generoso na minha opinião. Porém, havia muitos fãs mal educados que empurravam o pessoal a qualquer custo. Tinha gente tão afobada pra ficar lá na frente, que a maioria ficou amontoada disputando um lugar melhor, sobrando assim um grande espaço na parte de trás da área VIP.

O show nem sequer tinha começado e os staffs já haviam chamado a atenção dos fãs da frente inúmeras vezes, pois muita gente estava reclamando dos empurrões. Inclusive um staff solicitou gentilmente que todos fossem mais para trás, mas havia uma menina perto de onde eu e minha amiga estávamos que gritou que não iria para trás de jeito nenhum. Ela puxava pelo braço os amigos dela para que fossem mais para frente, incomodando e de certa forma machucando a mim e outras pessoas que estavam ali ao redor. Atos assim que me deixam extremamente decepcionada com os fãs de k-pop. A imaturidade e ignorância de alguns é surpreendentemente desanimadora. Custa respeitar o próximo? Só imagino o que o pessoal que foi no show do Super Junior no ano anterior deve ter passado. Infelizmente alguns fãs não entendem que tal comportamento pode gerar problemas e má reputação para o nosso país.

Mas quando o NU’EST entrou no palco… ah, foi lindo! Eles são a coisa mais fofa, muito queridos, simpáticos e a voz de cada um é ainda mais bonita ao vivo. Por falar em bonito, como eles são lindos, gente (!!!). E juro que não estou sendo puxa-saco. Eu vibrei com cada música, gritei muito e até cantei com o meu hangul fluente (só que não), mesmo sabendo apenas pequenos trechos de algumas canções. Quase tive um mini ataque do coração quando eles cantaram minhas músicas favoritas (Hello, Sleep Talking e Face), foi uma sensação realmente indescritível e nesses momentos eu me dei conta do quanto é bom ser fã de k-pop (apesar dos pesares). E tive a certeza de que não pude escolher um jeito melhor de comemorar, ainda mais estando ao lado da minha melhor amiga .

*NOTA: Todas as fotos do post são de autoria da minha amiga. Peço por gentileza que caso você utilize alguma foto do show, não retire a marca d’água da mesma em hipótese alguma. Dê os devidos créditos.


CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR

Mas pra mim, o ponto alto do show foi o final, onde o grupo fez uma homenagem para os fãs brasileiros e cantou uma música em português. E posso falar? A pronúncia deles é melhor que a de muito brasileiro, hahaha. Na hora eu não chorei, mas no dia seguinte quando eu assisti a fancam eu chorei muito. Afinal de contas, foi lindo! Só o empenho que eles tiveram para aprender a música já valeu a pena .

E por último, mas não menos importante: eu também apareci num vídeo O pessoal do Young Step estava no dia show (e no dia da audição) e eles fizeram uma cobertura especial em vídeo de praticamente tudo o que aconteceu por lá. E ocorreu que eu fui uma das entrevistadas enquanto esperava na fila. Não foi uma escolha pessoal, na verdade foi por livre e espontânea pressão, pois nem a minha amiga e nem os outros meninos que estavam ao nosso lado quiseram dar entrevista… então acabaram jogando o mico pra mim, hahaha.

Eu apareço em alguns trechos (meu depoimento foi dividido em partes) . Fica a dica para assistir o vídeo completo, pois eles fizeram uma compilação bem bacana e detalhada do show.

Só posso finalizar escrevendo que foi um dia muito especial, divertido e emocionante. E tudo isso em dobro, sabem por quê? Porque esse foi o primeiro show de k-pop que eu tive a oportunidade de ir. E não me arrependo de momento algum. Se eu pudesse iria a todos os shows de k-pop possíveis! Uma pena eu não morar em São Paulo (considerando o fato de que com exceção desse, todos os outros shows de k-pop aconteceram lá). Se eu que não sou fã fiquei feliz desse jeito, imaginem as LOVES de carteirinha?

Espero de verdade que mais shows de k-pop venham para o Brasil e se possível com uma organização tão atenciosa e apta quanto a da Mix Jukebox. Espero mais ainda que os fãs aprendam o valor do respeito e a se unir quando necessário, pois todos temos um objetivo em comum. E espero que vocês tenham gostado do post .

Priih

Priscila Cardoso (프리실라 카르도스), ou apenas Priih. 27. Inconstante em muitos níveis e intensa igualmente. Escreve incontroladamente sobre tudo e tagarela sobre a Coreia desde 2008. Descobre novas paixões a cada dia e não dispensa livros, música e uma boa caneca de café.
  • Cih

    Cadê a minha amiga formada e livre do tcc?! rs…
    Kiss

    28 de Janeiro de 2014 at 0:15 Responder
  • Mari Duarte

    Não acredito que não comentei aqui ainda u.u eu jurava que tinha feito isso antes, mas tudo bem, pois aqui estou eu o/
    Ai Pri, queria tanto ter ido a esse show tb :( mesmo não conhecendo nada do sobre o grupo, shows por si só me animam pra caramba e se for de k-pop a sensação deve ser mais gostosa ainda.
    Adorei tanto o cover deles da Marjorie, ficou tão delicado e achei uma homenagem tão bonita da parte deles pq não é fácil cantar em outra língua, e eu particularmente acho português bastante complicado.
    Bom saber que essa empresa organiza bens os shows, to torcendo pra esse projeto dar certo e eles trazerem um grupo que eu gosto pra Brasília HAHAHAHA Fico feliz que você tenha se divertido ^^

    ps: adorei seu sotaque, se eu pudesse escolher pegaria ele pra mim <33
    Tenha uma ótima semana! Beijos :3

    13 de Janeiro de 2014 at 3:43 Responder
  • Sah

    Ai que legal Priih! As fotos estão lidas e você tá um graça no vídeo! Muito fofinha <3 E é uma pena mesmo que nesse tipo de evento sempre tenha um pouco dessa bagunça e falta de organização dos fãs e as vezes até dos staffs. Acho que uma questão de noção mesmo, que não é só você que está ali surtando, e que você precisa sim respeitar as pessoas a sua volta para que todos possam aproveitar o show :T
    Mas amei amei o post, acho que comecei ate a gostar mais de NU'EST :3
    Beijo <3

    3 de Janeiro de 2014 at 16:11 Responder
  • Renata

    Sou um zero a esquerda quando se trata de kpop, mas fã mal educado existe em todo tipo de show, de diferentes estilos musicais (falou a pessoa que vai sem problemas num show do Simple Plan, Capital Inicial, Ivete e Rebeldes Brasil – mentira, fui no 2º acompanhando minha irmã e nele eu vi gente muito mais mal educada do que nos outros.
    Que bom que você curtiu. E eu vi só o trecho da entrevista. Seu sotaque é fofo.
    ;*

    3 de Janeiro de 2014 at 1:39 Responder
  • Edypo

    Awn, queria tanto ter ido :´( o show foi lindo e eu ia poder ter lhe conhecido pessoalmente Pri
    Mas ok, chances não vão faltar <3 Aos poucos mais e mais agências tão trazendo seus grupos pra fazer shows aqui e isso realmente mostra que o Brasil ta chamando atenção (mesmo que aos poucos) da Coreia

    3 de Janeiro de 2014 at 0:02 Responder
  • Cih

    Achei esse post tão fofinho!
    Adorei mesmo os meninos cantando uma música em português e ainda se saindo tão bem! ~.~
    Não conhecia os meninos mas, confesso… são lindos! rs… Aparentemente simpáticos e educados!
    Que bom q vc celebrou seu tcc desta forma. Melhor que isso só indo pra Coréia ver um show desses. Né?!
    Kiss

    2 de Janeiro de 2014 at 22:16 Responder
  • Loma

    ai que emoção!! mas fã brasileiro é um problema mesmo, no show do Miyavi aconteceu a mesma coisa… eu estava entre o palco e a galera pra fazer cobertura e tive que ajudar a tirar mais de 10 meninas da grade pois o empurra-empurra fez elas passarem mal (queda de pressão e falta de ar), muitas sairam com marca da grade na barriga, foi bem triste…

    mas vamos falar de coisa boa? primeiro: vc tá LINDA nas fotos!!!!! segundo: que oportunidade maravilhosa de comemorar o tcc! ainda espero o dia em que poderemos ir a um show de kpop juntas e espero ainda mais que esse show seja BIGBANG <3

    feliz 2014, Priih! amei o post e espero ver muitas novidades aqui esse ano, hein?

    kissu

    2 de Janeiro de 2014 at 18:31 Responder
  • Ni-chan

    Ahh o show foi muito bom, e realmente os meninos foram demais, a música que cantaram em português perfeito acho que foi a maior surpresa :o
    Fora isso adorei as dinâmicas que eles fizerem nas pausas do show, e as lembrancinahs que jogaram, pena que não conseguimos nenhuma né? Só comprou o bastão de luz, muito fofo.

    Espero que venham muitos shows também, e que lotem cada vez mais para que os grupos possam ver o carinho do público brasileiro também e todos ficarem um pouco mais perto desse universo tao maravilhoso <3

    Obrigada por ter passado o dia comigo lá também, ansiosa pelos próximos, foi ótimo! :3

    A gente precisa cuidar pra não ficar perdidas lá sem taxi! hahahah

    ♥ kisus priih *-*

    2 de Janeiro de 2014 at 15:38 Responder
  • Dryca

    Me arrepiei só de ver aquele pedaço deles cantando e dançando face e hello :33 E esse ren todo feliz dançando e cantando, que fofura *0*
    Reclamação de fã sem educação é o que mais tem D: Mas eu queria muito ter ido :( parece ter sido uma maravilha, deve ser uma sensação incrível!

    2 de Janeiro de 2014 at 13:31 Responder

Comenta, vai?