Na minha estante: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

outubro 17
3 comentários

Sabe aquele livro que você acha que – no mínimo – vai te arrepiar de medo? Bom, O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares não é esse livro. Mas ele também não decepciona o leitor.

Lançado inicialmente pela LeYa em 2012, o livro teve sua segunda edição em 2015, já com a versão da capa original em inglês. Porém, a partir da metade desse ano, os direitos da obra foram transferidos para a Intrínseca, o que gerou mudanças não apenas no acabamento físico do mesmo, mas também no título. Houve a troca da palavra “orfanato” para “lar”, algo que a nova editora alegou combinar mais com o “lugar mágico” apresentado na história.
Para ser sincera – em questão de qualidade do material – adorei o que foi oferecido pela Intrínseca. Um projeto gráfico incrível, acabamento em capa dura com jacket e uma capa monocromática linda, com detalhe externo apenas na lombada. No entanto, tenho minhas dúvidas quanto à mudança no título. A começar que, por ser um livro que é vendido como “sombrio”, a palavra orfanato tem muito mais peso e chama bem mais atenção. Além disso, [na minha opinião] esta também parece encaixar-se melhor com esse ar mais misterioso que é oferecido ao leitor.

HISTÓRIA

O livro conta a história de Jacob Portman, um adolescente de 16 anos que sempre foi fascinado pelas histórias de seu avô. Ou costumava ser. Jacob cresceu ouvindo relatos de aventuras extraordinárias vividas por vovô Portman – e ele sempre as contava como se fossem segredos confiados apenas a ele, o que deixava Jacob ainda mais maravilhado. Mas a medida que Jacob crescia, o mundo apresentado por seu avô parecia mais e mais improvável. Um orfanato com crianças providas de habilidades peculiares, num lugar encantado e protegido por uma ave? Monstros com tentáculos sedentos por sangue? Não devem passar de contos de fadas, mesmo com toda aquela coleção de fotos antigas que Jacob vira tantas e tantas vezes.

Estilo: BLACKPINK 「ON STAGE」

setembro 17
2 comentários

Sinto que faz um bom tempo que não publico posts sobre estilo, e faz mesmo. Volta e meia surge esse tópico nos termos de pesquisa que caem aqui no blog, e geralmente fico em dúvida sobre o quê ou quem escrever. Mas a deixa veio a partir do momento que comecei a acompanhar um novo girlgroup: o BLACKPINK.
As meninas são a mais recente aposta da YG Entertainment, e tiveram seu debut aguardado por muito tempo. Tanto tempo, que eu particularmente já achava que essa estreia viraria lenda ou que elas continuariam como trainnes por mais alguns anos ainda.
E ainda bem que debutaram, né? Caso contrário, não teríamos a chance de apreciar essa maravilhosidade musical e visual aqui:

Assim que a YG começou a soltar os teasers para lançar o grupo, me apaixonei pelo estilo das integrantes. E até então, eu conhecia apenas a Jennie Kim – que já fez participações musicais com G-DRAGON (+), SEUNGRI e LEE HI –, e a JiSoo – que já apareceu no MV do EPIK HIGH e também no MV da unit HI SUHYUN. Na ordem da foto abaixo, estão: Rosé, Jennie, JiSoo e Lisa.

Série: Dead Like Me

julho 29
7 comentários

E qual foi a minha surpresa ao checar a quantas anda o formulário de pesquisa do blog, e me deparar com o tópico de indicação de séries e filmes com a maior porcentagem? ♡ Por isso, hoje tem resenha de uma série que eu curti muito e devorei rapidinho: Dead Like Me! (rapidinho mesmo, nem deu tempo de aproveitar com calma e surtar devidamente nas redes sociais…)

Talvez você associe a imagem de capa com a franquia de Todo Mundo em Pânico, mas garanto que não é nada do gênero. Dead Like Me é engraçada sim, mas não exclusivamente humorística. Tem um tom irônico, e faz uso de humor negro, porém eu diria que tem uma pegada mais madura e dramática. A abertura engana nesse sentido, faz parecer com que tudo seja uma brincadeira, e é bem mais “genérica” – pois não utiliza fatos da série, tampouco seus atores (com exceção do final). Mas eu acho maravilhosa, haha. A melodia por si só já me deixa nostálgica e com vontade de rever todos os episódios.