Estilo: BLACKPINK 「ON STAGE」

setembro 17
2 comentários

Sinto que faz um bom tempo que não publico posts sobre estilo, e faz mesmo. Volta e meia surge esse tópico nos termos de pesquisa que caem aqui no blog, e geralmente fico em dúvida sobre o quê ou quem escrever. Mas a deixa veio a partir do momento que comecei a acompanhar um novo girlgroup: o BLACKPINK.
As meninas são a mais recente aposta da YG Entertainment, e tiveram seu debut aguardado por muito tempo. Tanto tempo, que eu particularmente já achava que essa estreia viraria lenda ou que elas continuariam como trainnes por mais alguns anos ainda.
E ainda bem que debutaram, né? Caso contrário, não teríamos a chance de apreciar essa maravilhosidade musical e visual aqui:

Assim que a YG começou a soltar os teasers para lançar o grupo, me apaixonei pelo estilo das integrantes. E até então, eu conhecia apenas a Jennie Kim – que já fez participações musicais com G-DRAGON (+), SEUNGRI e LEE HI –, e a JiSoo – que já apareceu no MV do EPIK HIGH e também no MV da unit HI SUHYUN. Na ordem da foto abaixo, estão: Rosé, Jennie, JiSoo e Lisa.

Com quantas provações se faz um progresso?

setembro 7
5 comentários

E essa horrível sensação de que desaprendi a escrever posts? Definitivamente, ficar sem escrever minhas peripécias por quase um mês e meio não me fez bem, senti falta o tempo todo disso aqui. E é engraçado, porque, a quantidade de vezes que eu posto não chega nem perto da importância que esse blog representa pra mim. Mas é como dizem: casa de ferreiro… espeto de pau.

Só que na verdade, eu não sumi por completo. Estive, no entanto, bem ocupada e correndo contra o tempo com um projeto de meses de trabalho. Mas ao invés de comentar exclusivamente sobre isso (o que, inicialmente, era a minha intenção, mas circunstâncias me fizeram rever todo o contexto desse post), tornou-se impossível não fazer um balanço de como as coisas acontecem com a gente, ou melhor: de como elas são colocadas no nosso caminho.
Não sei em sua vida, mas na minha, de março pra cá aconteceram tantas mudanças que muitas delas chegam a ser difíceis de acreditar. E nós comumente pensamos que não há nada de diferente do rotineiro, não é? Que está tudo igual. Mas não está.

Série: Dead Like Me

julho 29
7 comentários

E qual foi a minha surpresa ao checar a quantas anda o formulário de pesquisa do blog, e me deparar com o tópico de indicação de séries e filmes com a maior porcentagem? ♡ Por isso, hoje tem resenha de uma série que eu curti muito e devorei rapidinho: Dead Like Me! (rapidinho mesmo, nem deu tempo de aproveitar com calma e surtar devidamente nas redes sociais…)

Talvez você associe a imagem de capa com a franquia de Todo Mundo em Pânico, mas garanto que não é nada do gênero. Dead Like Me é engraçada sim, mas não exclusivamente humorística. Tem um tom irônico, e faz uso de humor negro, porém eu diria que tem uma pegada mais madura e dramática. A abertura engana nesse sentido, faz parecer com que tudo seja uma brincadeira, e é bem mais “genérica” – pois não utiliza fatos da série, tampouco seus atores (com exceção do final). Mas eu acho maravilhosa, haha. A melodia por si só já me deixa nostálgica e com vontade de rever todos os episódios.