Coreia do Sul x Cirurgia Plástica: Uma obsessão?

janeiro 8
15 comentários

Não é de hoje que eu tenho vontade de escrever sobre esse assunto no blog, e a deixa para o post finalmente sair deveu-se a um episódio do Saturday Night Live Korea.

O Saturday Night Live é um programa semanal de comédia que inicialmente era exibido apenas nos Estados Unidos, seu país de origem. Contudo, devido ao seu sucesso o programa é atualmente desenvolvido em diversos países, e a Coreia do Sul está entre eles.
No episódio 15 do SNL Korea, transmitido no mês passado, as meninas do Brown Eyed Girls (girl group coreano) apresentaram uma sátira sobre a loucura de hoje em dia envolvendo a cirurgia plástica/cosmética.

Elas citam a famosa cirurgia de pálpebra dupla, além da cirurgia no nariz, no maxilar (!), e do já conhecido silicone. De um jeito hilário, com uma adaptação de Poker Face da Lady Gaga, elas mudam a chamada principal para Plastic Face, alegando na letra que as mulheres “fazem tudo”, e que o fato dos homens não as reconhecerem é um tanto o quanto engraçado.

Com trechos como: “Você já ouviu falar da cirurgia do maxilar, na qual envolve quebrar a mandíbula superior e inferior?”, “Os seios pelos quais você é louco são apenas implantes”, “Elas provavelmente amam mais o cirurgião do que você” e ainda “Não fique com vergonha, auto-estima é importante”. Essa última frase merece destaque, pois, para os que não sabem, os coreanos são os que possuem uma das taxas mais altas de suicídios. De acordo com a BBC, são cerca de 40 suicídios por dia, e essa é uma estatística de 2011. É tão sério que o próprio governo de Seul já reconheceu isso como um caso crítico que precisa ser resolvido o quanto antes. Além disso, é comum ver nas publicações do projeto Korean Students Speak manifestações desse tipo:



clique para ampliar

Aí entra a questão mencionada sobre a auto-estima. As garotas são obcecadas em alcançar a beleza ideal. Ok, você vai me dizer que isso não ocorre apenas na Coreia, mas no mundo todo. Eu concordo. Mas na Coreia uma coisa leva a outra, porém num level hard, digamos assim. Desde pequenas, meninas são influenciadas e/ou tem em mente de fazer uma cirurgia para destacar mais seus olhos, ter uma pele mais bonita e um corpo esguio e delineado. Outra coisa que também contribui para a depressão e posteriormente o suicídio é o sistema de ensino do país. É dito como um dos melhores, porém um dos mais exigentes também. Acho que as imagens acima falam por si só, certo?

Enfim, trata-se de uma série de fatores que acabam por provocar esse alto índice de cirurgias plásticas e cosméticas. E é algo que começa cedo, já na adolescência. No caso dos k-idols (ou se preferir, celebridades coreanas), esse “problema” é maior ainda, pois a pressão que algumas agências colocam sobre seus artistas é absurda. Assim, acabam de certa forma forçando-os a fazerem estes tipos de cirurgias.


Park Bom – 2NE1

Como exemplo a Park Bom, do 2NE1. Aqui fica claro que no mínimo ela se submeteu à cirurgia de pálpebra dupla, ao compararmos a primeira foto com a segunda. Alguns dizem que ela também fez algo no nariz e no queixo. Porém, se tem uma coisa que de certa forma me incomoda, é denegrirem sua imagem chamando-a de barbie falsa ou boneca de plástico, pelo fato do rosto dela certas vezes parecer inchado, e por ela ter a famosa “poker face”, ou seja, não demonstra muitas expressões em várias situações. Contudo, poucos sabem que ela sofre de um problema nos gâmglios linfáticos. Esse tipo de problema causa um inchaço na garganta, o que explica as alterações de voz dela e também o inchaço na área do seu pescoço, daí causando essa ilusão de que o rosto dela está maior/inchado. No próprio 2NE1 TV (programa delas exibido pela emissora Mnet), houve um episódio em que ela foi obrigada a se deitar e colocar garrafas com gelo sobre o seu pescoço porque não estava se sentindo nada bem.


Tiffany – Girls’ Generation


Jessica – Girls’ Generation

As meninas do Girls’ Generation. Elas são alvos de vários comentários e questionamentos sobre cirurgia plástica. Alguns as julgam totalmente “refeitas”, pelo fato de estarem bem diferentes desde o debut, e outros, alegam impróprio o julgamento por fotos de quando elas ainda eram adolescentes. E isso em certo ponto eu até concordo, pois a maioria das meninas (e meninos) mudam demais após a adolescência. Puberdade, oi? São épocas tensas para alguns; espinhas, mudanças no corpo e tudo mais. Mas pelas fotos acima fica evidente que elas mudaram o rosto. Talvez os olhos, ou um nariz um pouco mais arrebitado e até o queixo. Porém, a julgar que a agência do grupo trata-se da SM Entertainment, na qual é famosa por lançar artistas de sucesso mas também por explorar os mesmos, eu não duvido que a mesma tenha solicitado/obrigado as garotas a esse tipo de cirurgia.

É um assunto um tanto o quanto complicado (?), pois quanto maior o número de artistas “perfeitas” e que se submetem a cirurgias, maior o número de meninas que irão se espelhar nesse tipo de influência, querendo modificar alguma parte em si mesmas. Todo mundo quer ter uma boa aparência, e isso é fato. Mas será que realmente são necessárias tantas cirurgias? Como a do maxilar por exemplo, que foi a que mais me chocou.
Eu fico meio indecisa sobre defender uma só opinião, pois pra mim, se a pessoa está realmente infeliz com sua aparência, tem depressão e etc, vai lá e muda o que não te agrada e seja feliz! Ok, eu não gosto disso e disso em mim, mas é algo que necessita MESMO de cirurgia plástica?, E se for, é preciso fazer tantas mudanças a ponto de você perder sua própria identidade? Bom, certamente não é um problema que se resolve da noite para o dia, mas vale a reflexão e discussão de opiniões.

O vídeo abaixo é o episódio do SNL Korea que mencionei no início e que deu origem a esse post. Ele é curtinho e vale a pena assistir para dar algumas risadas

E você, qual sua opinião sobre o assunto? Conhece alguém que tenha se submetido a cirurgias plásticas?

Referências:

◘ The Grand Narrative
◘ SeoulBeats
◘ Korean Students Speak
◘ BBC UK

  1. Camila

    maio 20, 2016

    Pra mim a Jessica só fez o do maxilar, nariz e dentes, pq a puberdade fez bem à ela, se ver outras fotos antes do debut, ela era bem bonita, mas se percebe que ela fez alterações até depois de debutar.

  2. Loli

    setembro 26, 2015

    Waaaaaa confesso que se eu morasse lá eu já teria feito algumas xD
    http://diariodelolivlet.blogspot.com/

  3. Ana Paula

    junho 29, 2014

    Que legal eu também sou de Santa Catarina de Criciúma, eu gosto muito de K-pop, mas em relação as cirurgias plásticas, eu fiquei chocada eles são obsecados com a beleza e algumas vezes fogem do normal(minha opinião). Eu sempre gostei de asiáticos e o que mais me chama a atenção são os olhos pequenos deles são realmente lindos. Muito bom seu blog gostei!!!

  4. Nathalikitty

    setembro 25, 2013

    A Jessica é o caso mais gritante de todos O.O

    • priih

      setembro 25, 2013

      Sim, Nath. O mais chocante pra mim! Mas só a partir da segunda foto, pq na primeira foto ela ainda é uma criança/adolescente.

  5. Rafaela

    agosto 24, 2013

    Que engraçado você citar só a SM. Todas as empresas coreanas fazem esse tipo de coisa antes do debut, a diferença é que a SM deixa isso livremente exposto. Falar que a SM “explora” seus artistas é demais. Que eu saiba, antes do debut, em qualquer empresa, você tem o direito de escolher se quer optar pela cirurgia plástica ou não, a empresa não obriga você. Casos como esses são o Ren do Nu’est (que podia muito bem ter feito uma cirurgia no nariz) e o Suga do BTS (palpebra-dupla). Não tô defendendo de modo algum a SM, mas você só generalizou ela (pode ter citado a yg, mas defendeu ela ).

    • priih

      agosto 25, 2013

      Olá Rafaela, muito obrigada pelo seu feedback! Sim, de fato, A MAIORIA das empresas de entretenimento musical coreano fazem esse tipo de procedimento antes do artista debutar, entretanto eu citei apenas as duas principais empresas de entretenimento do k-pop. Se eu fosse citar a Pledis, Cube, Loen, Core Contests Media, entre tantas outras mil que existem hoje em dia, o meu post se tornaria mais extenso do que já está. Como você pode ver, eu tentei fazer um apanhado geral, citando a questão do ensino rígido, das crianças/adolescentes que já crescem complexados com isso, finalizando então com a questão no próprio k-pop. Eu não defendi a YG, assim como também não defendi a SM. No caso da YG eu citei apenas o caso isolado da Park Bom, que foi somente UM exemplo numa empresa com vários artistas, justamente pela questão já mencionada anteriormente, do post se estender demais. A Park Bom é um caso à parte, pois de fato, mesmo que ela tenha se submetido á várias cirurgias, o problema dela nos gânglios linfáticos é real, porém, infelizmente várias pessoas sequer tem consciência disso e acabam julgando sem conhecimento. No caso da SM, eu também citei apenas o Girls’ Generation, mas me desculpe se sou contrária a sua opinião, pois eu acho SIM que ela explora os seus artistas. E quando eu digo explora, trata-se de um âmbito que vai muito mais além do que a beleza estética dos seus artistas, mas a questão do trabalho excessivo e desvalorizado.Também não sou a única que pensa assim, basta ler os comentários desse post. E digo ainda mais como minha opinião pessoal, ela não só os explora como não sabe dar o devido reconhecimento e valor para eles, pois tem artistas ótimos e talentosos. O ocorrido com o TVXQ é apenas um que se destacou.
      Obviamente que quando você assina contrato com uma empresa de entretenimento você tem que trabalhar duro e dar o seu melhor, e COM CERTEZA a SM não é a única a fazer com que o trabalho seja dobrado, a YG, Wollim, PLedis e outras N agências fazem isso também, mas não exageradamente.A SM pega pesado demais. Outro exemplo de exploração foi com a Stardom, com o caso do Block B que também teve destaque na mídia. Enfim, os exemplos são tantos que fica incabível colocar num artigo que fez um apanhado geral do problema. Mas pretendo fazer uma segunda parte, para complementar a primeira.
      De novo, obrigada por compartilhar a sua opinião. A minha é esta (:
      Bom final de semana!

  6. […] do nariz – é certeza que alguma coisa você vai achar. A Pri já falou bastante sobre isso nesse post e abaixo você pode ver a comparação que ela fez da Jessica […]

  7. […] Mas todos sabemos que na Coreia do Sul a estética vem acima de tudo (e eu aconselho a leitura desse post maravilhoso da Priih sobre a obsessão com a estética e a mania das cirurgias plásticas no […]

  8. Cih_colorex

    janeiro 14, 2013

    Eu acho que todos os jovens orientais sofrem por alguma pressão extrema deste jeito.
    No Japão não é diferente!
    É uma pena menos os jovens se submeterem à tantas plásticas. Ficam meio americanizadas, não curto!
    Tenho orgulho do meu olho sem dobra e do cabelo liso pretão! ~.~
    É um assunto bem polêmico este!
    Kiss e saudades

  9. Gesiane

    janeiro 13, 2013

    Acho coreanos em geral lindos sem cirurgia nenhuma… pena elas sofrerem esta pressão! U.U’

  10. Bia

    janeiro 10, 2013

    Encontrei seu blog esses dias e achei muito fofo <3
    Sobre o post, eu vivo falando sobre isso com meus colegas. Eu sou completamente a favor de cirurgia plástica, acho que se você se incomoda com seu corpo/rosto não existe nenhum problema em mudá-lo para se sentir melhor. O grande mal é que isso não pode ser tratado como pintar o cabelo ou ir ao dentista, a coisa é bem mais séria e arriscada, acho que a pessoa precisa ter realmente vontade (digo VONTADE, e não influência). É uma pena que as meninas da Coreia ajam assim, sei que isso já vem de uma base bem rigorosa, mas sério, se elas soubessem o quanto são lindas. A CL do 2NE1, por exemplo, não tem a tal da dobrinha do olho e ela é maravilhosa.
    Sobre a SM nem se fala, tenho dó dos artistas ):

  11. Patrícia Gomes

    janeiro 10, 2013

    É realmente um assunto muito complicado e da maneira como você descreve as coisas, faz a gente pensar a respeito. Eu não sabia que as coisas chegavam a esse extremo.

    E o vídeo retrata isso muito bem, adorei!
    Beijoos

  12. Tiemi

    janeiro 8, 2013

    Existe um documentário sobre esse assunto que eu assisti e achei muito interessante! O link pra quem quiser:

    .
    Minha amiga viajou pra lá recentemente e me falou algo que ficou na minha cabeça por um tempo. Eu perguntei se ela preferia o Brasil ou a Coréia como um lugar pra se morar. Ela me respondeu: “Olha, em termos de estrutura e tudo mais… acho que prefiro lá do que o Brasil. Lá é tudo limpinho e organizado. Mas a única coisa que me incomoda é que o povo de lá é extremamente superficial. Todos se preocupam demais com a aparência. Se você não for do padrão de beleza deles, eles te tratam mal… o preconceito é grande. Não sei se eu aguentaria viver num lugar assim.”
    Tenho também 2 outras amigas (coreanas) cujas mães (SIM, a própria mãe) chegaram pra elas e falaram: “Por que você não faz a cirurgia pra ficar com dobrinhas? Você ia ficar tão bonita.”
    Esse tipo de coisa me deixa realmente muito triste ): Enfim… espero que algum dia essa obsessão toda acabe de uma vez.

  13. Patrícia

    janeiro 8, 2013

    Ontem mesmo eu estava comentando sobre esse assunto. Eu sou uma pessoa que não se atenta muito a detalhes, por isso, se você aparecer com o nariz um pouco modificado eu não vou perceber. Mas realmente alguns ídolos ficam muito diferentes. A Tiffany e a Bom mesmo…
    A SM COM CERTEZA expõe seus artistas a um tratamento quase que mecânico. Não só na SM, claro, mas a gente sabe que ela é a mais conhecida pelo modo que trata seus artistas. Aos olhos da gravadora, eles são sim como produtos que precisam de constantes reparos.
    Plástica é o meio mais radical, mas há também táticas pra clarear a pele, dentes, dietas loucas e tudo mais. Isso não é uma exclusividade coreana, mas lá, como você disse, é muito mais hardcore.
    Eu mesma, antes de conhecer os doramas e o k-pop, não era tão obcecada com minha pele como sou agora. Sem falar a vontade de ser magrinha daquele jeito.
    Eu tenho consciência que isso não é tudo. Só que eu estaria sendo hipócrita se dissesse que isso não influencia na minha vida de forma alguma.
    Enfim (para de falar, Patrícia), o post está ótimo, como sempre. É sempre bom a gente parar pra pensar o nível de pressão que os coreanos sofrem, tanto por uma questão de estética ou profissionalmente… Tá fácil não!
    Beijo chingu ♥

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *