topo↑

Os 4 jogos que mais marcaram a minha infância

Acho que comecei 2016 meio nostálgica. Dias atrás encontrei uma revista antiga minha e do meu irmão, com detonados de games. Já havia me deparado com ela outras vezes durante as faxinas do meu quarto, mas sabe como é. Pelo menos uma vez, de tempos em tempos, você para tudo que está fazendo pra dar uma atenção especial ao achado, e relembra as memórias que ele te passa. Quem nunca? Me recuso a sequer pensar que eu seja a única que faz isso, afinal de contas, recordar é viver.

Essa saudade dos jogos da minha infância vem e volta. Tanto é, que uma vez cheguei a baixar um emulador de Super Nintendo pra PC, pra relembrar os meus jogos favoritos. Depois da minha pré-adolescência eu não joguei praticamente mais nada. Acho que é porque não seria a mesma coisa. Quando eu era pequena, passava as tardes com o meu irmão na sala (às vezes minha irmã entrava na onda também), desbravando jogos e tentando zerá-los. E aquele clima era muito bom, sabe? Todos curtindo a mesma coisa, juntos. Eu nunca fui realmente boa em jogos, mas a experiência era muito prazerosa. Hoje em dia o cenário seria diferente, pois eu sou praticamente a única da família que realmente não se desligou desse lado lúdico, da fantasia (e nem quero), então a resposta de um convite seria mais ou menos “não tenho tempo pra isso”, ou “mas isso é muita viagem, bom eram os antigos”, ou ainda “volta pra realidade”. Até quando eu baixei o emulador pra PC, ouvi um “ah, mas assim não é a mesma coisa”. Enfim. Tem coisas que infelizmente não podemos resgatar de volta. Por isso cada momento é precioso.

Mas o fato é que diante desse meu turbilhão de lembranças, acabei listando em ordem cronológica os quatro jogos que mais marcaram a minha infância – e que talvez, algum deles, tenha marcado a infância de vocês também ♥ .

 1 – PREHISTORIK MAN (1996)


Que jogo fantástico. A musiquinha é inesquecível e me traz uma porção de lembranças. Foi o primeiro jogo que o meu irmão adquiriu quando comprou o Super Nintendo, então, foi o primeiro jogo que eu tive acesso na minha vida. Acho que por isso é tão especial. Não só o gráfico (maravilhoso, por sinal), mas todo o jogo em si é muito divertido. As fases, porém, não são nada fáceis. O legal é que o jogo nunca fica monótono, porque os desafios são constantes. Lembro que tínhamos que coletar itens surpresa, que seriam úteis apenas nas fases seguintes, por exemplo. Eu, meu irmão, e minha irmã, passamos algumas noites revezando pra passar as fases, até conseguir zerá-lo (o que demorou muito tempo). Amo, amo esse jogo ♥ .

 2 – COLD SHADOW (1995)


Sinceramente me deixa triste só de pensar em alguém que tenha perdido a oportunidade de jogar esse game. Porque olha, que jogo, amigos. Primeira coisa: Disney ♥. Segunda coisa: Donald ♥. Agora imaginem o Donald como um detetive que pode se transformar num ninja badass?! A trilha sonora desse jogo é 10/10, me arrepia só de lembrar, por combinar perfeitamente com cada fase, e pelas características de suspense e aventura que transmite. Eu sofria com os bônus stages, porque se você conseguisse coletar tudo, seria presenteado com o password da fase. Bom, quase sempre recorria ao meu irmão, e até hoje temos as anotações dos passwords no caderno telefônico da minha mãe, haha. Que saudade da história, das fases dificílimas, mas tão gostosas de se desbravar. Melhor época! Minha fase favorita está em 1:06:48 do vídeo :D .

 3 – FINAL FANTASY VIII (1999)


Depois de muitos jogos desbravados no nintendo, meu irmão comprou o Playstation 1. A partir daí eu descobri um lado novo do universo dos games: os jogos em 3D, juntamente com os jogos de RPG (porque até então, não me lembro do meu irmão ter comprado/alugado algum game pra nintendo de rpg, e mesmo que tivesse, eu fui descobrir o que significava só anos depois de ter jogado final fantasy). E apesar dos exemplos acima terem um gráfico louvável, a transição pra esse foi gigantesca, se comparada. Nem tem como comparar, mas enfim. Quando o meu irmão veio pra casa com esse jogo e eu vi a intro… nossa, fiquei ~fissurada~ (essa seria a palavra mais exata). Eu devia ter uns 11/12 anos e não entendia nada de inglês, o que aumentava a minha curiosidade pra prestar mais atenção na história. Na época eu achava super complexo jogar, mas o gráfico, os personagens, e a forma que a história é explorada, eram hipnóticos pra mim. Apenas um bom tempo depois, com computador em casa, que descobri a sequência de Final Fantasy. Joguei o IX e o X-2, mas o que me marcou mesmo foi o VIII, por ser a porta de entrada, digamos assim. Hoje em dia sou apenas uma admiradora (?) e acompanho aqui e ali, mas não joguei mais =( .

 4 – SILENT HILL (1999)


Agora a coisa fica sombria. Dos jogos fofos e saudáveis, tive um pulo drástico para Silent Hill, um game de terror que me deixava de cabelo em pé – e era isso que me instigava a jogar mais #aloka. É um jogo doente, simples assim. Quem já ouviu falar na história ou assistiu os filmes, sabe. A primeira vez que eu vi, achei a música da intro assustadora (ainda acho), mas depois de começar a jogar e chegar na parte que toca a sirene… soube que ainda não tinha visto nada. Pra deixar as coisas ainda melhores (ou não), o meu irmão jogava à noite, mas nesse horário obviamente eu só assistia. Por sorte, o gráfico desse primeiro Silent Hill era bem ruim. Por quê sorte? Pelo fato da história ter criaturas e cenários bizarros, que te atormentam só de imaginar. Eu tenho uma relação de amor e ódio com terror. Ao mesmo tempo que tenho medo, tenho curiosidade, e a segunda acaba vencendo. No caso de Silent Hill, a história me chamou muita atenção, pelos fatores: filha adotiva, cidade macabra (fantasma), colégio, neblina, desaparecimento e investigação. Esse jogo tem vários finais alternativos, mas infelizmente nem eu e nem o meu irmão conseguimos finalizá-lo, pois na época o CD foi emprestado, e… não foi devolvido até hoje #sad.

Sim, eu poderia ter feito essa lista bem mais extensa, é verdade. Incluiria fácil: Super Mario World (óbvio), Donkey Kong, Sunset Riders, Metal Gear Solid, Street Fighter II, Mortal Kombat, Medal Of Honor… e outros que a minha memória de araque não me permite lembrar agora. Mas esses quatro que mencionei, são os que me dão mais saudade e lembranças boas (sim, o de terror também) até hoje. Infância é a melhor coisa, não é mesmo? ♥

Mas e vocês, lembram de algum jogo da infância que ficou marcado? Me contem nos comentários!

Priih

Priscila Cardoso (프리실라 카르도스), ou apenas Priih. 26. Inconstante em muitos níveis e intensa igualmente. Escreve incontroladamente sobre tudo e tagarela sobre a Coreia desde 2008. Descobre novas paixões a cada dia e não dispensa livros, música e uma boa caneca de café.

  • Taís

    Essas nostalgias são sempre tão boas!
    Eu nunca fui muito gamer e tals, mas tem um jogo que eu amava e só queria jogar esse era o Mario Kart hahahaha
    Sempre que ia na casa dos meus primos só queria jogar esse e eles ficavam doidos porque queriam jogar coisas diferentes, e aí eu opitava por ficar só assistindo mesmo ao invez de jogar! haha

    :*

    22 de Fevereiro de 2016 at 20:28 Responder
  • Vanessa Bayer

    Nunca joguei nenhum desses, acredita?! Aliás, não é muito difícil… Fui uma criança frustrada que nunca teve vídeo game, tinha que me contentar quando ia na casa dos meus primos. E eu jogava muito os de luta, porque né, inclusive isso acabou me influenciando, porque são um dos jogos que mais amo e um dos poucos que sei jogar mais ou menos. Mas enfim, sou uma bosta no vídeo game hoje em dia. hahaha DROGA! Amei o post, um beijo grande! ♡

    18 de Fevereiro de 2016 at 20:35 Responder
  • Beatriz Cavalcante

    Nossa não joguei nenhum desses, meu deus! HAHAHA

    O jogo da minha infância com certeza é Crash Bandicoot e sério, eu jogava o dia inteiro e todos os dias, haha. Também gostava muito de tarzan, pepsi man e dr. mario. Só as antigueiras. :P

    Beijos!

    17 de Fevereiro de 2016 at 19:24 Responder
  • Paula Januzzi

    Revistas de Detonado…. Nossa que época!!! Meu primeiro console foi um ps1 mesmo, então os jogos mais nostálgicos e marcantes pra mim foram desse console mesmo! Mas só fui jogar FFVIII bem mais tarde, e Silent Hill comecei a jogar a partir doPS2. Os jogos que marcaram a minha infância foram Harry Potter e a Pedra Filosofal (eu não tinha ps1 ainda, jogava na casa dos meus primos), Pandemonium, Chrono Cross e Tomba :”D
    Acompanho o blog já faz um tempinho, mas acho que essa é a primeira vez q comento de fato ):

    17 de Fevereiro de 2016 at 11:00 Responder
  • Clara Fagundes

    Vim ver e percebi que não conheço nenhum dos jogos, hahaha. Daí pensei “acho que tivemos infâncias em épocas diferentes” e tivemos mesmo, ah tá! Os meus seriam: Crash, Mario, Pokémon, Zelda e Harry Potter.

    16 de Fevereiro de 2016 at 14:11 Responder
  • Camila Faria

    Que saudade dessa época, de ficar “de bobeira” à tarde, com ZERO de preocupações… Eu tinha um Super Nintendo, mas nunca fui de jogar muito, de comprar jogos e tudo mais. Mas teria amado esse PreHistorik Man, nossa!

    16 de Fevereiro de 2016 at 13:47 Responder
  • Thay

    AI que nostalgia boa! <3
    A começar pela revista com detonados, eu e meu irmão compramos vááárias dessas. Antes do Youtube, era assim que a gente tinha que se virar. E da sua lista o que mais joguei foi Silent Hill. Ou melhor, tentei jogar porque na época eu era muito medrosa e me assustava por nada! Depois cresci e dominei o medo, hahaha, e jogo tranquilamente (ou quase). Vez ou outra ainda me assusto, mas né, faz parte!
    Um beijo!

    16 de Fevereiro de 2016 at 13:23 Responder
  • Édypo

    AHHHHHHH PRIIII!!!! Que post legal, realmente essa época de relação infância-video games que quase todos passamos é maravilhosa. Aqui em casa eu só vim ganhar um video game (um Nintendo 64) por volta dos meus 12 anos, antes dessa época eu tinha um amigo que morava no mesmo residencial que eu e ele possuía um super nitendo, noooossa nem lembro quantas horas eu passava lá jogando com ele, Bomberman, Donkey Kong, Super Mario World, eu praticamente morava lá HAUSHASUH era muito divertido, depois que eu ganhei o Nintendo 64 foi que eu mergulhei de vez, eu lembro que o primeiro jogo que eu ganhei foi o Super Mario 64, como eu amava aquele jogo, se eu fechar os olhos e me concentrar eu consigo ouvir as músicas e a voz do Mario na minha cabeça AHSUAHS
    Hoje em dia eu abandonei os consoles e estou jogando pelo computador mesmo, não abandono meu jogos por nada, só mudo de plataforma, haha, jogos de MMORPG que são minha paixão, posso passar horas jogando e fazendo missões por horas que nem percebo, E CLARO QUE EU NÃO PODERIA DEIXAR DE FALAR DOS JOGOS DE TERROR E SUSPENSE, agora e jogo mais tranquilo mas sempre dando aqueles gritos básicos, tem uns joguinhos japoneses de terror bem trashs que eu AMO DE PAIXÃO e outros de terror muito bons, vou fazer uma listinha no final desse comentário, quando tiver tempo dá uma pesquisada sobre eles e eu quero a senhora jogando todos, e quem sabe se você gostar fazer um post comentando sobre algum deles, mas tenho certeza que você vai amar todos, com nossos gostos tão parecidos tenho certeza que vai cof cof cof

    Os trashs japoneses são:
    – AOONI (Esse a estória é basicamente sobre um grupo de amigos presos numa mansão com um demônio azul dentro dela, você só precisa encontrar a saída. Eu não consigo nem dizer a quantidade de vezes que eu gritei jogando esse jogo, dá muito medo HSAUHAUS)
    – Mermaid Swamp (É sobre um seria de um pântano, esse teve um dos finais mais legais, depois de quase morrer de susto, claro)
    – The Witch’s House (MEU FAV ❤ Também é de terror, tem muito susto, tem coisa caindo do nada, tem sangue, tem forca, tem fantasma, mas a estória é super envolvente e você fica querendo saber todos os segredos, buscando explicações para as mortes, conversando com personagens bastante interessantes, digamos assim. ESSE VOCÊ TEM QUE JOGAR PRIH!!!)

    Outro de terror que eu AMO é Neverending Nightmares, esse é sensacional, dos gráficos até a história, o cara que criou esse jogo sofreu por anos de uma grande depressão e esse jogo foi o resultado emocional dele, ele colocou todos os medos que sofreu nesse jogo e o resultado é incrível, só pelo gráfico você vai se apaixonar, jogar esse é indispensável também.

    Pronto Pri, parei, se não me empolgo e não termino esse post, mas por favor, jogue esses jogos, se você tiver dificuldade de achar eles pela internet é só me chamar lá no facebook que eu lhe passo todosssss!!!!

    Beijos, sua linda

    15 de Fevereiro de 2016 at 23:18 Responder
  • Ray Menezes

    Que post maravilhoso, Priih. Vi seus jogos, lembrei dos meus e bateu uma nostalgiazinha aqui só de leve hahajkshajksh. Também sou dessas que baixa emuladores pra pc, o que seria de nós sem eles? Dá pra matar a saudade de vez em quando, né nom? Teu Cold Shadow me fez lembrar o Mickey’s Ultimate Challenge, que foi um dos meus jogos favoritos ever *_* Dos de terror o que eu mais jogava eram os Resident Evil e até hoje tenho sérios traumas HAHAHJSASHA *toda cagada* Fora esses, os de luta sempre foram meus favoritos. Mortal Kombat e Street Fighter principalmente xD

    Ah! Te indiquei pra um selo virtual, Priih, o Prêmio Dardos. Espero que você goste!

    Beijão!
    http://heeeymaria.blogspot.com.br/

    15 de Fevereiro de 2016 at 19:38 Responder
  • Clay

    Prihhh PREHISTORIK MAN *_** QUE EMOÇÃO
    Gostava de um parecido Joe And Mac hahahaha <3

    É difícil escolher só 4! Meu primeiro console foi um TopGame e jogava Star Wars nele rs. Depois tive um Super Nintendo e entrei no vício de todos os Marios da vida.. Só nunca fui fã de Pokemon =/

    15 de Fevereiro de 2016 at 19:17 Responder
  • Daielyn

    Que post sensacional 💗
    É engraçado pensar em como é diferente o contato com os jogos naquela época (nintendo), afinal o que conheciamos e jogávamos, normalmente era por contato com os jogos nas lojas de aluguel de fita ou dos coleguinhas da rua que também tinham o videogame, aí a gente se emprestava fitas e tal. Um jogo que me marcou que era muito semelhante ao Prehistorik Man se chama Joe e Mac, e o parecido com Cold Shadow chamava-se Mickey & Donald Magical Adventure 3.
    Joe e Mac era muito bom, não sei, naquela época dinossauros tinha um lugarzinho especial em nossos corações (vide jurassic park), jogávamos em dupla também, sempre, e os chefões eram os mais difíceis.😱
    O do Mikey e Donald com certeza é tão memorável quanto, na verdade era muito díficil, levávamos anos (ou seja, horas) para conseguir passar as fases, passei minha infância inteira com minha mãe e irmão tentando zerar esse jogo e nunca conseguimos, principalmente porque os jogos da época eram fabulosamente criados de uma forma que você não salva nada, ou você zera ele de uma vez, ou você simplesmente tem que começar do zero no dia seguinte! HUAIEH (Com uns 15 anos joguei novamente em um cd para play 2 que tinha todos os jogos da nintendo e finalmente zerei esse jogo, fiquei tipo “nossa, quando joguei isso parecia muito mais impossível” auiehuieh)
    Sobre Final Fantasy, com certeza é minha série favorita, não tem como não pagar pau pra essa série que com certeza revolucionou o mercado de jogos, graficamente com o aproveitamento 100% da capacidade de cada console vigente da época, musicalmente com trilhar sonoras orquestradas, com um history telling fantástico, complexo e cativante. Universos fantásticos, criativos e novos a cada novo jogo com personagens cheios de background. ok, vou parar um pouco, mas o que são aqueles concepts? cenários? character design? GENTE, é muito sofrimento.
    Meu irmão foi a pessoa que mais jogou Final Fantasy aqui em casa, a partir do VII (nunca vi os anteriores para vender), e eu vi ele zerar todos os jogos :3 era gostosa essa fase mesmo né? Minha mãe e meu irmão que eram meus companheiros de aventuras desde o nintendo.
    Ah e sobre jogos de terror, você sabe que eu sou muito cagona, então eu fazia como você e ficava vendo meu irmão jogar (até hoje minha coragem só vai até o ponto de ver gameplays hahaha). O que ele mais jogava era a série Resident Evil e Parasite Evil.

    Agora sobre o meu TOP 4, é muito difícil escolher! Vou seguir o seu modelo e fazer meu top sobre os jogos que estão entre os que mais me marcaram até ali os 12 anos :3
    – Bomberman (Nintendo)
    – Harvest Moon (Playstation 1)
    – Pokemón (Game Boy Color)
    – Kingdom Hearts (Playstation 2)

    Mas eu continuei jogando em todas as fases da vida, acho um passatempo muito bom <3 Posso passar horas aqui contando sobre as aventuras de adquirir os consoles novos, jogar, trocar cds, as revistas que eu ainda guardo…mas vou parar por aqui :3

    Beijos priii
    Nih

    15 de Fevereiro de 2016 at 1:49 Responder

Comenta, vai?