Categoria: K-Dramas

K-Drama: Hyde, Jekyll and I

maio 31
12 comentários

Mais um k-drama estrelando o Hyun Bin, Priih? Não me diga! ¯\_(ツ)_/¯ Desculpa aê galera, mas eu sou apaixonada por esse ator (dúvidas??), e não via a hora de terminar essa resenha. Aliás, tem mil resenhas de trabalhos dele – e também de outros atores – que eu deveria publicar no blog, mas /shame on me/ não estão prontas.

Hyde, Jekyll and I é o primeiro k-drama que ele fez após voltar do seu alistamento militar que durou 2 anos, motivo esse que aumentou ainda mais a minha empolgação. O último k-drama que ele contracenou antes de se alistar foi Secret Garden, que também já resenhei aqui. Aliás, para alegria de uns (eu) e cara de feia de outros, ambos dramas tem bastante em comum.

A história gira em torno de Goo Seo Jin, diretor do parque temático Wonderland, o qual pertence ao seu pai, e Jang HaNa, que cuida do circo que era do seu pai e que é uma das atrações do Wonderland. Goo Seo Jin é frio, sistemático, não gosta de se relacionar com ninguém e por conta disso é solitário, apesar de ter sempre à disposição o seu fiel secretário e o seu segurança pessoal. Mas ele tem motivos consideráveis pra ser assim, esquivo. O gato coitado sofre de personalidade dupla, resultado de um período tão traumático da sua infância que ele forçou-se a esquecer. Algum de vocês já ouviu falar no Dr. Jekyll e no Mr. Hyde, de O Médico e o Monstro? Na obra, Hyde seria a personalidade monstruosa de Jekyll, o qual no fim da trama acaba tornando-se refém da mesma. Mas aqui a gente não pode levar isso tãão ao pé da letra. Foi uma inspiração para o enredo, claro, mas o Seo Jin não chega a ser um monstro.

De tudo um pouco

agosto 7
6 comentários

Queria ter postado antes, mas o passar dessa semana foi meio corrido porque acabaram as minhas maravilhosas férias e voltei à loucura normal do dia-a-dia. O que também não é tão ruim assim, só me deixa um pouquinho menos acessível do mundo virtual.
Antes de eu dividir esse post e contar tudo que andei fazendo, queria agradecer muito muito mesmo à todos que comentaram no post passado! Foi ótimo ler o conselho de cada um de vocês, e saber que não sou a única que passa por esse tipo de medo. Conseguiram deixar essa blogueira super contente! Obrigada

Mas então, mal as aulas da faculdade voltaram e já temos projetos para fazer. Um deles é o projeto gráfico do redesign de um livro infantil! Fizemos algo parecido no primeiro ano, mas como nesse eu não me aprofundei muito, no de agora quero dar o meu melhor. Se conseguir mostrarei o processo aqui, mas antes preciso escolher a história. O que não é lá tão difícil, vou pensar em quais me marcaram quando era pequena. Por enquanto fica o mistério, rs.
Já emendando com o assunto design, tinha esquecido de comentar que montei o meu portfolio virtual. Por enquanto está super simples, mas não queria nada exagerado mesmo. Pretendo mudar o layout mais tarde quando me sentir capaz de criar algo com a minha cara. Queria opiniões do atual, o que acharam?

Depois de Secret Garden, o k-drama que já tem ocupação de preferido no meu 가슴 (coração, peito), assisti Dream High 드림하이. Não sei se devo fazer uma resenha completa, acho que farei a menos que alguém me peça. Por isso só darei umas pinceladas e direi minha opinião.
É uma fofura! Me interessei por ele por causa da história. Ela se baseia em estudantes que frequentam uma escola de artes e entretenimento e desejam aprimorar seus conhecimentos e seguir em busca do sonho de serem reconhecidos. Lá eles aprendem canto, interpretação, dança… etc. Porém, há os personagens principais que trazem consigo uma história pessoal mais inusitada que a outra e deixam o drama ainda melhor. Para os fãs de K-Pop como eu é um prato cheio! Eu quase surtei quando vi a ficha e soube quem eram os principais. Nada menos que: Suzy do Miss-A, Taecyeon e Wooyoung do 2PM, Ham Eun Jung do T-Ara, e a fofa da IU E ainda tem um ator coreano que eu não conhecia mas que tem um voz linda, o Kim Soo Hyun. Não esquecendo também da presença do fundador da JYP Entertainment, o Park Jin-young que faz um papel muito engraçado! Fica a dica.
Não preciso salientar que amei a trilha sonora e o fato de que durante o drama ocorrem várias cenas musicais. Já baixei tudo e não canso de ouvir. Gifzinhos cutes para atiçar a vontade alguém:


Jason (Wooyoung) e Pil Suk (IU)


Song Sam Dong (Kim Soo Hyu) e Go Hye Mi (Suzy)

Preciso de uma câmera para tirar fotos do meu moleskine e do interior dele com os desenhos que fiz. Se tudo der certo esse será o próximo post!

Kissu e boa semana pra todo mundo ~

K-Drama: Secret Garden

julho 18
14 comentários

Secret Garden nada mais é do que o primeiro k-drama que eu assisti na minha vida. E não poderia ter começado melhor, já que é o meu preferido até então (difícil algum outro superá-lo). Antes de começar a ver os episódios, eu não entendia porquê fez e faz tanto sucesso (tanto que ficou em primeiro lugar em audiência e os protagonistas receberam o prêmio de melhor casal). Depois, tudo fez sentido e eu já perdi a conta de quantas vezes reassisti – ainda mais agora que tem no Netflix, amigos ♥.

Antes de eu começar a explicar, você deve saber que: esse k-drama é absurdamente clichê, mas é o tipo de clichê que não tem como não se apaixonar. Nele você vai encontrar: um cara podre de rico, uma garota pobre, amnésia, coma, troca de corpos (sim), fobia relacionada a um trauma, uma vadia rica e invejosa, uma mãe mais bitch ainda, e muitas, mas muitas coisas a mais.

Bom, o drama conta a história de Kim Joo Won, um arrogante e excêntrico presidente de um shopping, que mantém a imagem de perfeição aparente, e Gil Ra Im, uma dublê pobre e humilde, cuja beleza e corpo provocam certa inveja entre atrizes. O encontro acidental entre os dois ocorre quando Joo Won confunde Ra Im com uma atriz, a Park Chae Rin. Tudo isso porque o seu primo, Oska, um cantor bem mulherengo, saiu com essa atriz e em seguida a dispensou, parando de atender suas ligações. A moça então ameaça divulgar fotos íntimas dos dois na imprensa, e Oska, cagão do jeito que é, pediu para seu primo detê-la (Oska tem contrato com o shopping do Joo Won). Enfim, depois que a confusão é feita e o Joo Won e a Gil Ra Im se conhecem por acaso, iniciam-se brigas de relacionamento, das quais ele tenta esconder uma atração crescente por ela, que ao mesmo tempo que o perturba, o confunde.

Ele fica caidinho por ela, mas faz tudo errado. Em todas as tentativas de surpreendê-la, usa seu egocentrismo e seu poder financeiro como argumento. Ra Im pode ser pobre, mas é durona e bastante orgulhosa. Não se deixa levar pela lábia dele e acha horrível o modo como ele a trata. E sim, apesar de lá no fundo ele ter boas intenções, ele sempre acaba sendo absurdamente: idiota, arrogante, insensível, insuportável, metido e esnobe. Não tem como não morrer de raiva dele. Mas o Joo Won não sabe lidar com esse sentimento. Fica tão intrigado com a Ra Im, que pensa nela o tempo todo… chegando a imaginar, ou melhor, fantasiar coisas:

Então ele corre atrás dela por todo canto (sempre com os motivos mais absurdos), a perturba no trabalho, tenta agradá-la, os dois brigam, rola um clima, brigam de novo, e fica nesse loop eterno. Mas aí, pra complicar tudo ainda mais, uma estranha sequência de eventos faz com que eles troquem de corpos.

O motivo de eu ter me apaixonado por esse k-drama, foi pelo fato de ter atingido meus extremos. O tanto que eu ri enquanto assistia, eu também chorei (SEN OR, E COMO EU CHOREI). Os personagens principais são maravilhosos e o jeito como a história se desenrola faz com que você fique cada vez mais ansioso a cada episódio! A forma que o Hyun Bin e a Ha Ji Won interpretam a personalidade de cada um enquanto estão de “corpos trocados” é perfeita e também muito divertida. Além disso, cada personagem tem uma particularidade na trama que torna impossível não identificar-se com algum deles.

FRASES/PERSONAGENS/MOMENTOS FAVORITOS

Oska sendo Oska…

Essa cena épica:

Frases que levarei para a vida toda (Parte I):

Essa roupa esnobe que o Joo Won usa O TEMPO TODO e faz questão de dizer que cada peça foi costurada a mão e blá blá blá whiskas sachê…

Cenas como esta:

Lee Jong Suk sendo lindo como sempre

  

Frases que levarei para a vida toda (Parte II):

  

Ele ♥ ou melhor, esses dois:

O vídeo abaixo é um tipo um trailer fanmade, e até agora, é o melhor que eu vi que capta super bem a essência desse k-drama e do Joo Won e da Gil Ra Im. Tem spoilers? Tem. Assistir fica por sua conta e risco, HEHE. Mas acredito que é uma ótima forma de instigar qualquer um que ainda esteja com dúvidas de assistir! ♥

ONDE ASSISTIR?

No DramaFever, pra assistir online e legendado em português!

다음에 봐요! ~ até logo!